• Pomagri Frutas Ltda
    Rod. SC 456, Km 36
    89.580-000 - Fraiburgo - SC
    www.pomagri.com.br

Noticias

Anúncios

Uma resposta

  1. Safra de maçãs ganha qualidade

    MENOS É MAIS

    O frio constante no inverno e as temperaturas amenas na primavera garantiram bons frutos; chuvas reduziram a produção

    As maçãs da próxima safra estarão mais apetitosas. Maiores, coloridas e livres de manchas, as frutas prometem encher os olhos dos consumidores. O clima contribuiu para que elas se desenvolvessem bem, crescessem sadias e livres de doenças sanitárias. Apesar do ganho de qualidade, a safra deve ser um pouco inferior à do ano passado.

    De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM), Pierre Nicolas Peres, o calibre (tamanho da maçã) está maior do que nas safras anteriores. As proporções aumentadas são consequência da combinação de dois fatores climáticos que favorecem a fruticultura de clima temperado: frio e calor na medida e hora certas.

    – Tivemos frio constante durante o inverno, com temperaturas ideais para o bom crescimento da maçã. Na primavera, as temperaturas amenas, sem picos de calor, também aumentaram a qualidade do fruto. Não registramos ferrugens e outras doenças – disse Peres.

    O salto da qualidade não repercutiu na produtividade da safra 2010. A expectativa é de produzir menos do que neste ano, quando foram colhidas 1,23 milhão de toneladas de maçã. Conforme o presidente da ABPM, a produção ficará menor por conta das chuvas da primavera. As abelhas não trabalham em dias chuvosos e polinizaram menos do que no ano passado. A consequência foi a redução do número de frutas nas macieiras. Peres disse que os dados sobre a queda na produtividade só serão conhecidos depois da segunda quinzena de janeiro, após o início da colheita na região de Fraiburgo. Ele acredita que haverá uma queda pequena na produção.

    Além da influência meteorológica, a produtividade na fruticultura de clima temperado é consequência do plantio e manejo adequados. A maçã só pode ser plantada através da técnica da enxertia, um método de propagação vegetativa, na qual se juntam partes diferentes da planta para a formação da maçã que se deseja produzir, explicou o engenheiro agrônomo e chefe da Estação Experimental da Epagri de Caçador, Gabriel Berenhauser Leite. Ele ressalta que a propagação da macieira não pode ser feita com a semente retirada do fruto.

    Cultivar macieiras, só com enxertia

    Dois motivos explicam a reprodução exclusiva por enxertia: a polinização cruzada da maçã e o período de produção da planta, que varia de oito a nove anos. A maçã é uma espécie que não se autofecunda, ou seja, o pólen da flor não fecunda a própria flor, por isso ela precisa de uma segunda variedade para se polinizar. A mistura genética resulta num produto diferente do originário.

    – Na propagação vegetativa, escolhe-se um ramo de uma planta em produção da variedade que se deseja produzir e se enxerta sobre o material enraizado da macieira. Depois de três anos, esperam-se as produções comerciais, com o fruto idêntico ao ramo coletado – afirmou Gabriel.

    O cultivo exige manejo adequado. Orientação de engenheiros agrônomos ou técnicos da Epagri auxiliam a prática e garantem bons resultados à produtividade dos pomares.

    francine.cadore@diario.com.br

    Fonte: Diário Catarinense

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: